NotíciasToyota

Toyota: produção global é cortada e milhões de trabalhadores são afetados

A Toyota Motor Corp. cortará a produção global pela terceira vezA Toyota Motor Corp. cortará a produção global pela terceira vez

A Toyota corta produção global pela terceira vez no mês que vem, à medida que a pandemia e a escassez global de microchips automotivos continuam a afetar, mas o impacto não será tão doloroso quanto antes e a maior montadora do Japão finalmente prevê sinais de recuperação no horizonte.

A Toyota vai produzir entre 850.000 e 900.000 veículos em todo o mundo em novembro, anunciou a empresa na sexta-feira. O total representa um corte de 15 por cento do plano de produção revisado da Toyota em novembro para produzir 1 milhão de veículos no mês.

Toyota corta produção global pela 3ª vez,
Toyota corta produção global pela 3ª vez,

Veja mais: Hyundai Santa Cruz PCD 2022

“Acho que já passamos do pior período”, disse o gerente de compras global Kazunari Kumakura. O mesmo também acredita que a produção da Toyota se recuperará a partir de dezembro, e ele disse que a Toyota fará todo o possível para compensar o volume perdido no final do ano fiscal encerrado em 31 de março de 2022.

Em novembro, a Toyota perderá cerca de 50.000 unidades no Japão e entre 50.000 e 100.000 unidades no exterior, em comparação com a previsão revisada para cima definida em agosto.

Embora o corte mostra como os emaranhados da cadeia de suprimentos continuam impactando a Toyota, eles também mostram uma realidade cada vez melhor no terreno. A Toyota disse que teria que cortar a produção global em 40 por cento em outubro, depois de ser forçada a reduzir a produção global em 40 por cento em setembro.

E apesar da produção reduzida, a Toyota manteve sua meta de produção global para o ano fiscal inalterada em 9 milhões de unidades. No mês passado, a Toyota reduziu sua meta de ano fiscal para 9 milhões de unidades, de 9,3 milhões de veículos, para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2022.

A Toyota disse que conseguiu manter sua previsão de produção estável porque as restrições à pandemia no Sudeste Asiático estão diminuindo e porque o corte de produção real que a Toyota marcou até agora em setembro e outubro foi menor do que o esperado anteriormente.

Deixe um comentário