Notícias

Produção sustentável: a união de duas gigantes dos pneus

Com os problemas ambientais ficando cada vez mais em foco no mundo automotivo, duas gigantes na fabricação de pneus se une a causa. Dessa forma, a união de Bridgestone e Michelin deixa um aviso claro: é hora de colocar o desenvolvimento sustentável na pauta dos grandes centros de produção.

Produção sustentável: a união de duas gigantes dos pneus

Nesta segunda-feira, 22, os maiores fabricantes de pneus no mundo anunciaram a parceria para produção de um tipo mais sustentável. Assim, a estratégia fica no uso de um material mais sustentável, no caso o chamado negro de fumo.

Esse material nada mais é do que uma substância muito parecida com fuligem, e a ideia aqui é usar dos próprios pneus reciclados. Ou seja, um grande sistema de carga e recarga do material a medida que mais pneus forem saindo.

Apesar de já ser um material usado nas indústrias por se tratar de ingrediente-chave, menos de 1% desse material vem de reciclados. Ou seja, mesmo que mais de 1 bilhão cheguem ao fim da vida útil, seu material não é reutilizado.

Dessa forma, além de prejudicial ao meio ambiente, ainda joga fora uma quantidade enorme de substância que poderia ser reaproveitada.

As duas empresas garantem que usar os pneus velhos na produção pode reduzir em mais de 80% as emissões de CO2. Sendo assim, uma das maiores contribuições da indústria automotiva com o meio ambiente.

A ideia partiu dos CEOs de ambas as empresas, e agora estão segurando o discurso de que é hora de dar fim a discussão econômica. Com isso, nos próximos meses o projeto entra em prática e novas produções devem surgir.

Deixe um comentário