Paralisação nas fábricas argentinas da GM e VW continuam

A situação econômica da Argentina está se agravando nos últimos meses e por conta desse cenário as fábricas da GM e também da Volkswagen estão paralisadas. Existem alguns motivos que estão causando essa paralisação e vamos te contar todos eles agora mesmo. Sente-se de forma confortável poiso vamos te contar tudo sobre isso e muito mais nos próximos minutos.

Paralisação automotiva na Argentina continua por tempo indeterminado

Para os leitores que estão acompanhando o cenário automotivo na Argentina já estão sabendo que a situação por lá está se agravando rapidamente. A crise se iniciou ainda em 2023 com a falta de matéria prima para a produção de algumas peças necessárias para montar os carros tanto da Gm quanto da Volkswagen.

De forma resumida, pequenas empresas recebem pequenas peças de outros países para conseguir montar peçs e entregar para a GM e para a VW. No entanto, a compra dessas peças é feita em dólar e a moeda argentina está em franca desvalorização.

Dessa forma, as dívidas estão só aumentando e as empresas internacionais não querem mais vender para as pequenas empresas argentinas. Portanto, com a falta dessas peças as fábricas das gigantes automotivas não conseguem fabricar nenhum de seus carros e já estão tomando as medidas necessárias.

Primeiramente, ambas as fábricas anunciaram a paralisação das atividades e também férias coletivas para os seus empregados. A previsão para a normalização dos trabalhos está para o fim de fevereiro ou no começo de março.

Em segundo lugar, o governo está buscando formas de negociar com as empresas internacionais envolvidas no cenário, mas nem todas aceitaram retomar as atividades. Isso acontece pois o impacto da eleição do novo presidente está fazendo com que o mercado duvide de que a Argentina vai conseguir arcar com suas dívidas.

Por fim, se a crise continuar avançando da maneira que estamos vendo existe um risco de desabastecimento de certos modelos tanto na Argentina quanto no Brasil. No lado da GM o veículo afetado seria a Tracker e no lado da VW seriam os modelos Taos e Amarok.

Guia auto, a sua maior fonte de notícias sobre carros da internet.